Talvez Um Dia

20180327_215914

Sydney e Ridge se conheceram de suas respectivas varandas. Ele tocava violão todos os dias, e ela gostava de ficar ouvindo. Um dia, Ridge descobriu que Sydney tinha escrito uma letra para sua música. Ele pediu que ela lhe enviasse por SMS e, depois de muita relutância da garota, viu que a letra era perfeita para aqueles acordes. Sydney era uma ótima compositora. E Ridge precisava do seu talento. Depois de uma reviravolta na vida dela, os dois têm a chance de compor juntos. Mas vão acabar descobrindo uma atração muito grande surgindo entre si. E suas vidas não estão prontas para que sejam um do outro, agora. Bem, talvez um dia.

Sydney mora num apartamento alugado que divide com sua melhor amiga Tori. Ela saiu da cidade natal, onde morava com os pais, para fazer faculdade de música que é sua paixão. Não pode contar com a ajuda dos pais porque eles queriam que ela fosse advogada, então ela estuda e trabalha na biblioteca do campus. Ela namora já há dois anos com Hunter, e tudo vai bem, apesar dele querer que os dois morem juntos e ela nunca achar que é o momento certo, porque depois da faculdade ela quer passar um ano inteiro morando sozinha. Então um belo dia, Sydney recebe uma mensagem de texto e sua vida vira do avesso.

Tudo começou quando Sydney ouviu um cara tocando violão no prédio em frente ao seu. Então todas as noites ela saia na sacada para escutar as músicas e fazer a tarefa da faculdade, mas o simpático rapaz que tocava o violão percebeu que Sydney cantava as letras de músicas que sequer haviam sido inventadas ainda. Então ele pediu o número dela e os dois começaram a conversar por mensagem, mas só porque ele tinha uma banda e precisava das letras das músicas. Os dois trocam muitas mensagens sobre as músicas, até que Ridge resolve contar para Sydney que o namorado dela, a está traindo com sua melhor amiga Tori. Afinal ele mora no apartamento da frente e consegue ver tudo o que acontece lá.

  • Não seria tão ruim se Sydney não estivesse no trabalho e tivesse jogado os livros contra a parede sendo demitida em seguida.
  • Não seria tão ruim se ela não tivesse ido para casa tomar satisfação e nem a amiga e nem o namorado negaram ou tiveram qualquer explicação para dar.
  • Não seria tão ruim se ela não tivesse saído do apartamento com uma mala contendo todas as suas coisas e tivesse começado a chover.
  • Não seria tão ruim se ela não tivesse esquecido a bolsa com todo o seu dinheiro no apartamento e não tivesse opção de onde ir.
  • Não seria tão ruim se não fosse o dia do seu aniversário de 22 anos.

Ridge pede a sua companheira de apartamento Bridgette, para buscar Sydney lá embaixo, na rua, na chuva e com uma mala na mão. Ela não quer a ajuda de Ridge, está muito brava por ele não ter revelado isso antes, mas na atual circunstância, digamos que Sydney não tem muita escolha. Então eles fazem um acordo, Sydney fica no apartamento temporariamente sem pagar e em troca escreve as letras das músicas para a banda de Ridge o Sounds of Cedar. Ridge é o dono do apartamento e divide com outras duas pessoas: Bridgette e Warren, e por acaso eles tem um quarto sobrando.

Ridge tem uma namorada, Maggie, á qual ele é total e completamente apaixonado. Ela é linda, bem humorada, simpática e incrível em todos os sentidos, todos a adoram. Maggie mora e faz faculdade em outra cidade, então eles só se vêem nos fins de semana.

Ridge e Sydney começam a compor as músicas juntos, aliás ela é uma excelente compositora e Ridge que fazia todas as músicas da banda, está com um bloqueio mental, que ele acredita ser temporário. Pouco a pouco eles vão se apaixonando, mas ambos sabem que é errado, Sydney não quer se transformar na sua traidora amiga TORI, e Ridge é muito devoto a sua namorada Maggie. Ele nunca vai deixa-la, porque ele a ama mais do que tudo no mundo e porque Maggie tem um segredo, algo que pode fazer com que Ridge passe o resto da vida com ela. Então um romance entre Sydney e Ridge é proibido, não tem como dar certo, não pode acontecer, talvez num futuro muito distante, quem sabe, Talvez Um Dia.

20180327_215947

Esse foi o primeiro livro que li da autora e achei encantador, uma obra de leitura fácil, o difícil é não devorar o livro de uma vez só. Amei os personagens, cada qual com sua personalidade forte. Ao mesmo tempo que eu torci pelo amor de Sydney e Ridge, entendi que Maggie não merecia isso e ela é uma pessoa super especial. Então não foi só o coração de Ridge que se dividiu, mas o meu também.

Como não terminar esse livro de coração partido?

Como uma história assim pode acabar bem?

Se vocês leram, por favor me digam o que acharam.

Anúncios

Estantes de livros criativas

82ef0d108605e970ac316d1685e522da-1269535994.jpg

Super criativa, em formato de árvore. Uma ótima opção para fazer no quarto e deixar alguns livros ao nosso alcance.

 

e995027362cb1eef8b1ad2fe8cf0b3a9

Estante feita de caixotes de feira. Baixo custo e fácil de fazer. Nessa opção de estante tem espaço para muitas coleções. Linda e criativa, amei.

 

41a39b237e21defc996919135b6a28f9-1309178501.jpg

Estante com nichos em formato de xícara. Linda como decoração, apesar de caber poucos livros.

 

db37caa0270a0f12614efece2296455c-1461455774.jpg

Poltrona e estante de livros junto. Como eu não pensei nisso antes? É perfeita. Você se senta confortavelmente, lê seus livros preferidos e ainda mantém todos ali ao seu alcance.

 

0ad5e97a04c1289c2a373307cd9cda0c675799165.jpg

Tenho que admitir que como decoração essa é a mais bonita, na minha opinião. Além do fato de ficar aérea e ocupar pouquíssimo espaço, essa opção me parece caber uma boa quantia de livros.

 

Sabe aquele espaço embaixo da escada que você não sabe o que fazer com ele?Aqui está a solução. Além de usar um espaço que seria inútil, fica lindo e funcional.

 

bf85dbb8fc34bb5155c2fdecb995eeeb776631771.jpg

Nichos montados na diagonal também dão um charme a mais na sua sala ou escritório. A combinação de livros e plantas ficou ótima.

 

d78ab9b4e0efea4d390dd6a3387297d0

Prateleiras feitas de diversos tamanhos e formatos. Dessa forma você tem espaço para os mais diversos tamanhos de livros e mantém tudo muito bem organizado.

 

0ce43a56f53e254ad3d8e15b147c71e5

E quem disse que não é possível usar  tronco de árvore para fazer uma estante de livros? Bom, se alguém me contasse, eu diria que não ficaria bom, mas olha só o resultado. Rústico e belo.

 

E que tal montar nichos de diferentes tamanhos formando uma flor ou outro desenho. Estantes que viram verdadeiras obras de arte na sua parede. Poderia alguém ser mais criativo?

E você, já escolheu o modelo de estante que mais combina com você ?

Aquilo Que Realmente Importa

unnamed

Sobre a autora:

Nascida da mistura de diferentes nacionalidades, C. Nan Bianchi sempre se considerou filha do mundo. Ama viagens como o ar que respira e delas tira boa parte de sua inspiração. Encontrou na escrita a maior das aventuras.

  • Autora: C. Nan Bianchi
  • Páginas: 673
  • Ano: 2017

# Resenha: Vanessa Zandrine é linda, vestida com perfeição e bem sucedida. Ela dá o melhor de si na importante empresa onde trabalha, a multinacional Sahanna, fazendo horas extras nunca cobradas e aceitando todo o trabalho extra que lhe é dado, visando uma promoção. Tudo começa a mudar quando Vanessa perde o avô, ele faleceu e ela não teve tempo de visita-lo no hospital. Seus familiares e amigos cobram de Vanessa um tempo que ela nunca parece ter para eles. Cansada da exploração de sua chefe Constança e sentindo-se culpada por não ter tido tempo para o avô ainda vivo, Vanessa começa a repensar sua vida e, com a ajuda de sua amiga Natália, percebe o quão abusivo é o seu trabalho e o quanto consome em coisas materiais e nunca está feliz. Então ela começa a fazer mudanças: primeiro pede demissão do emprego, arranjando outro bem mais modesto, depois se muda de bairro e de apartamento.  É em sua nova morada que ela conhece a nova vizinha Dona Josefa, uma senhora nordestina e hilária de 90 anos e, que acaba por se tornar uma de suas melhores amigas. Vanessa também conhece Nanda que apresenta a ela uma comunidade de viajantes que abrange todo o mundo, você pode se hospedar com alguém ou você pode hospedar alguém. Vanessa abre as portas de sua casa, emprestando o sofá-mala que herdou de seu avô para os visitantes. Ela conhece muita gente nova, culturas e costumes diferentes. E ela acaba por receber um visitante inusitado, a princípio ela conversa por chat muitas noites com Alex Summers, um inglês misterioso e sem rosto. Ele faz Vanessa se sentir especial mesmo sem conhece-lo ou ver o seu rosto. Ele é lindo por dentro, Vanessa se apaixona mesmo sem saber direito quem ele é ou que aparência ele têm.  Alex vem ao Brasil e resolve se hospedar no sofá de Vanessa. Ansiosa por sua chegada, ela promete a si mesma que irá gostar dele independente de sua aparência, mas quando chega em casa do trabalho, Alex já está no seu apartamento e, é Dona Josefa quem avisa o tamanho do problema que Vanessa arranjou.

Esse livro me fascinou de uma maneira que eu não esperava. Confesso que eu não leio muita coisa de escritores brasileiros, e até sinto vergonha em dizer isso, mas a Carol mudou totalmente minha maneira de pensar, entendi que não importa se o autor é brasileiro ou estrangeiro, qualquer um pode ter histórias boas ou não. Me encantei com a maneira como a autora conta a história, descreve os personagens, eu consegui me imaginar nos lugares com Vanessa, me identifiquei bastante com a personagem em vários aspectos e adorei conhecer um pouco do Rio de Janeiro. Simplesmente amei demais a escrita e, na minha opinião, não perde em nada para todos os romances estrangeiros que costumo ler. Estou ansiosa pela continuação, que segundo  a autora já está a todo vapor e vai se chamar FADAS MADRINHAS TAMBÉM VÃO AO BAILE. Este livro é o primeiro de uma série de três que contam a história de Vanessa. Aquilo Que Realmente Importa é uma lição de vida. Afinal o que estamos fazendo com nosso tempo livre? Será que estamos dando o devido valor aos momentos e pessoas importantes? Espero que vocês leiam e se encantem assim como eu.

 

O Som do Amor

20171030_210230

Matt e Laura McCarthy são obcecados pela ideia de herdar a Casa Espanhola – uma construção quase em ruínas no condado de Norfolk, inrerior da Inglaterra, que tem um valor simbólico para os moradores da região. Para atingir esse objetivo, Laura, a mando do marido, faz todas as vontades do velho Sr. Pottisworth, o proprietário. Entretanto, como o homem nunca deixou nada por escrito, a casa acaba sendo passada a uma parente distante chamada Isabel Delancey, uma musicista em busca de um recomeço para a família. Para ela, a construção significa uma oportunidade de dar um jeito em sua conturbada realidade.  Mas Isabel ainda não sabe que se tornou um obstáculo no caminho das ambições do casal. Agora eles querem vingança, e ela terá de encontrar forças para vencer mais essa batalha.

  • Autora: Jojo Moyes
  • Editora: Intrínseca
  • Páginas: 304
  • Ano: 2016

Essa história é contada na sua grande maioria numa cidade do interior da Inglaterra e, tudo se passa especialmente na Casa Espanhola. Essa casa pertence ao Sr. Pottisworth, um velho ranzinza e mal educado, que  abusa dos cuidados de um casal de vizinhos, principalmente de Laura McCarthy, á qual leva ao velho três refeições por dia e tem que escutar suas reclamações. O casal de vizinhos Matt e Laura parecem muito bondosos, mas na verdade tudo que eles querem é herdar a propriedade quando Pottisworth  se for. Então o casal faz planos para a reforma da Casa Espanhola, já que a propriedade está caindo aos pedaços. Eles poupam dinheiro e fazem até projetos arquitetônicos, esperando pelo grande momento em que a casa será deles, porque apesar do estado deplorado da casa, a vista que ela tem para o lago é de tirar o fôlego. A grande surpresa do casal, é que quando o velho enfim bate as botas, quem herda a propriedade é Isabel, a única parente do velho, já que ele não deixou testamento. Isabel é uma recém viúva que mora em Londres, tem dois filhos Thierry e Kitty e tem como profissão e paixão ser violinista. Ela logo descobre que não consegue manter o padrão de vida deles em Londres, pois seu recém falecido marido não deixou nenhuma reserva em dinheiro, obrigando-a a se mudar com a família para a Casa Espanhola. O casarão está literalmente em um estado lastimável: a cozinha é horrível e suja, não tem geladeira, não possui água quente, o aquecimento não funciona e em vários lugares da casa a madeira está podre. Então o GENEROSO vizinho Matt MacCarthy se oferece para fazer as obras que a casa tanto necessita, pois ele é o único pedreiro da região. Ele tem Byron contratado como seu ajudante, um rapaz quieto, generoso e bondoso. Byron conquista Thierry e os dois se tornam grandes amigos, pois o garoto ficou com um grande trauma após a morte do pai e agora não fala quase nada.  Porém Byron possui um passado obscuro, que deixará Isabel um tanto receosa com relação a ele e sua relação com seu filho. Matt ao invés de fazer um bom serviço na casa, cobra um absurdo de Isabel e faz obras não necessárias para que a viúva gaste todas as suas economias e se obrigue a vender a casa para ele e Laura. Isabel não entende nada de finanças, nunca precisou se preocupar com isso, Laurence, o falecido marido, era quem cuidava de tudo, então ela acaba aceitando a princípio tudo o que Matt faz na casa. Byron não gosta do que o patrão faz para prejudicar a jovem viúva, mas tem medo de falar, porque emprego não cai do céu, principalmente se a pessoa não tem um passado pelo qual deva se orgulhar. Conseguirá Isabel manter a casa depois de gastar todas as suas economias ? Ou venderá a casa para Matt e Laura?

Eu me apaixonei pela história desse livro. É um livro daqueles que você termina e fica uma semana de ressaca, porque o livro acabou. Queria saber o final, mas também queria que tivesse continuação. A Jojo ganhou ainda mais minha admiração e meu respeito com esse livro, simplesmente incrível. Adorei a maneira como a história vai se desenvolvendo e fatos que eu julgava saber o que aconteceria, se tornaram surpreendentes pra mim. Esse será um livro que merece um lugar de destaque na minha estante. Espero que vocês gostem tanto quanto eu.

 

Simplesmente Acontece

20171022_205840

Desde crianças, Rosie e Alex viviam juntos. De repente, foram separados porque a família de Alex deixou Dublin para morar nos Estados Unidos. A mágica conexão entre os dois amigos permanece, mas será que a amizade conseguirá sobreviver a uma distância tão grande?  Os desencontros, as circunstâncias e uma absurda falta de sorte os mantiveram longe um do outro – até agora. Resta saber se eles vão ter coragem de apostar tudo, inclusive a própria amizade que os une, num amor para a vida inteira. Que tipo de surpresa o destino reserva para eles desta vez? Simplesmente acontece é uma história comovente e divertida contada inteiramente na forma de e-mails, SMS, mensagens instantâneas, cartas, cartões postais…

  • Autora: Cecelia Ahern
  • Editora: Novo Conceito
  • Páginas: 448
  • Ano: 2014

#Resenha: Rosie e Alex foram melhores amigos desde sempre, ou pelo menos desde que eles conseguem se lembrar. Estudaram juntos desde o Jardim de infância e compartilharam segredos. Eles tem uma paixonite um pelo outro, mas nenhum dos dois tem coragem de dizer isso em voz alta, já que eles são tão amigos. Talvez assumir sem saber o que o outro pensa pode estragar essa forte amizade. Então Alex, já adolescente, acaba se mudando de Dublin para Nova York, pois seu pai foi transferido na empresa onde trabalha. Alex é aceito em Harvard e decide fazer medicina que é seu sonho. Enquanto isso Rosie, continua em Dublin, ela sonha em trabalhar com hotelaria e também é aceita numa universidade de Boston. A distância entre eles não seria problema, mas Rosie descobre que está grávida, e o pai da criança é um idiota que foi com ela no baile de formatura do ensino médio. Alex se sente culpado, porque ele deveria ter ido ao baile e seria o par de Rosie, mas contratempos o impediram de comparecer e Rosie precisou arranjar outro par para o baile.  Ela e o pai da criança não têm nenhum tipo de relacionamento, só ficaram juntos uma noite, porque Rosie estava bêbada. Mesmo tendo sido afastados pelo destino, Alex e Rosie sempre estão se comunicando, seja por telefone, e-mail ou carta. O amor entre eles, além da amizade, fica anos perdido, em palavras não ditas. Tanto Rosie quanto Alex se casam, mas seus casamentos são infelizes. Eles passam anos tendo desencontros. Serão capazes de ficar juntos algum dia?

Mas dessa vez vou ter um bebê. E esse bebê vai estar por perto na segunda, na terça, na quarta, na quinta, na sexta, no sábado e no domingo. Não vou ter nenhum fim de semana de folga. Nada de três meses de férias. Não posso tirar folga, ligar para avisar que estou doente, nem pedir para a minha mãe escrever um bilhete. Agora, a mãe vou ser eu. Quem dera eu pudesse escrever um bilhete para mim mesma.

Estou apavorada, Alex

Rosie

Página: 45

Minha primeira impressão sobre esse livro foi que seria estranho, mas eu me enganei. Como a autora conseguiu escrever um livro inteiro onde a história é contada através de e-mail, mensagens e cartas ? Realmente incrível, impossível não se surpreender. Além de que o livro contém uma boa dose de humor que deixa tudo melhor. Esta história virou filme em 2014, e fez grande sucesso na telona, confesso que me emocionei mais vendo o filme do que lendo o livro, apesar é claro, do livro conter 1 milhão a mais de detalhes. Então pra quem ainda não leu, leia por que vale muito a pena.

O Livro do Amanhã

20171004_230245

Nascida do luxo, Tamara Goodwin, de 16 anos, nunca precisou olhar para o amanhã, até que a morte abrupta de seu pai deixa a ela e a sua mãe uma montanha de dívidas e as obriga a se mudarem para a casa dos tios de Tamara, em um vilarejo no interior. Solitária e entediada, a única diversão de Tamara é uma biblioteca itinerante. E ali ela encontra um livro muito misterioso. Tamara vê inscrições com sua própria letra e datadas para o dia seguinte. Quando tudo acontece exatamente como o livro previa, ela percebe que pode ter encontrado a solução para seus problemas.  No entanto, Tamara descobre que é melhor não virar algumas páginas e que, apesar de muito tentar, não pode mudar o destino.

  • Autora: Cecelia Ahern
  • Editora: Novo Conceito
  • Páginas: 368
  • Ano: 2013

#Resenha: Tamara é uma adolescente de 16 anos, sempre viveu com muito luxo, rodeada de coisas boas, viagens, presentes, roupas caras e muitos amigos. Até que seu pai morre, cometendo suicídio por estar endividado e, ela e a mãe ficam sozinhas. A mãe entra em depressão, se vê atolada em dívidas e o banco toma até a linda casa onde elas vivem em Dublin. Tamara e a mãe são obrigadas a ir morar no meio do nada, numa cidadezinha no interior da Irlanda na casa de uns tios. A garota logo fica entediada, pois além de não haver nada para fazer naquele lugar, sua mãe passa os dias trancada no quarto, cada vez mais depressiva. Os tios são muito estranhos, ele trabalha o dia todo e o pouco que está em casa, nunca conversa, ela é uma excelente dona de casa, sempre limpando alguma coisa ou cozinhando, mas passa o dia todo no pé de Tamara, dizendo que a garota é proibida de sair da propriedade. Então um dia um rapaz chamado Marcus bate à porta da casa, ele está perdido, mas possui uma biblioteca itinerante em formato de ônibus e Tamara fica muito animada. Não que ela se interesse por leitura, aliás ela odeia ler, mas é tão bom ter alguém para conversar, além do que Marcus é bonito e engraçado. Tamara resolve emprestar um livro, mas ela escolhe um que está cadeado, não tem título e nem autor. A curiosidade de Tamara aumenta, ela tenta de todas as maneiras arrebentar o cadeado para descobrir do que se trata o livro e, só consegue com a ajuda de uma vizinha. Depois de aberto, ela descobre que o livro nada mais é do que um diário em branco, então é a sua oportunidade de escrever o que bem entender nele. A surpresa de Tamara é que quando ela vai usar o diário pela primeira vez, ele já está escrito, e o pior é que a letra que está lá, é dela mesma e a data é do dia seguinte. Será que ela deve acreditar que o estranho diário pode antecipar o seu destino? Será que ela poderá mudar aquilo que já foi escrito?

20171004_230312

Esse livro me encantou de uma maneira única, nem consigo descrever com exatidão o quanto ele me surpreendeu e o quanto eu amei a leitura. Tamara a princípio é uma personagem mimada e rebelde, mas conforme o livro vai evoluindo, a personagem vai amadurecendo e nem precisou chegar ao final para eu já estar apaixonada. A autora mais uma vez me deixou sem palavras, o livro é muito melhor do que minha expectativa. Comprei porque é de uma autora que eu amo, mas não imaginava que entraria para a minha lista de preferidos, o livro é muito bem escrito. Recomendo a todos a leitura dessa obra que me fascinou. A editora Novo Conceito também não deixou a desejar em nada, tudo perfeito.

Apenas Um Dia

20170918_195547

A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, em uma viagem de formatura para a Europa, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Alysson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida. Apenas Um dia fala de amor, mágoa, identidade e sobre os “acidentes” provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro … Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos.

  • Autora: Gayle Forman
  • Editora: Novo Conceito
  • Páginas: 382
  • Ano: 2014

Compre aqui  ➡ Amazon

#Resenha: Alysson acaba de terminar o ensino médio e ganha dos pais um tour pela Europa, o qual ela faz com um grupo e com a companhia de sua melhor amiga Melanie. Ela é uma garota bastante diferente dos jovens da sua idade, super organizada, sistemática, não bebe, não fuma, não gosta de baladas, nunca desobedece as regras e suas decisões precisam ser sempre muito bem pensadas. O passeio do grupo já está acabando, mas Alysson sente que não aproveitou o suficiente. Então ela conhece Willem, um rapaz aventureiro, com espírito livre. Ele é apaixonado por Shakespeare e se apresenta em praça pública junto com um grupo de teatro. Os dois conversam bastante e, Willem sabendo que Alysson sonha em conhecer Paris, propõe que os dois vão até lá e fiquem Apenas Um Dia conhecendo a cidade.

20170918_195934

Alysson aceita o convite, ainda que com certa relutância, pois ela é certinha demais para fazer algo doido assim com um desconhecido, mas decide conhecer a cidade luz. Ela deixa sua amiga Melanie responsável por atender a mãe neurótica e dar todas as desculpas, já que ela deveria ir para casa. Em Paris, Willem mostra a cidade e eles se divertem muito, tudo em um único dia, mas tudo o que eles vivem nesse dia é tão intenso, que será difícil esquecer depois. Dá pra sentir uma conexão entre eles. Voltando para casa Alysson resolve estudar francês, trabalhar, juntar dinheiro para voltar à Paris e reviver tudo de bom que aconteceu naquele dia inesquecível e “quem sabe”, reencontrar Willem. Os pais dela ditavam todas as regras de sua vida até antes da sua viagem, mas Alysson decide seguir seus sonhos e tomar as rédeas da própria vida.

20170918_195620

Este livro me surpreendeu muito, quando li que tudo de passaria em um único dia, achei que a história seria meio clichê, mas eu me enganei. Apesar de Alysson e Willem passarem somente um dia em Paris, a riqueza dos detalhes descritos sobre a cidade e a respeito de tudo que eles viveram é muito forte. O sentimento entre eles está ali, mesmo que isso não seja mencionado. Juro que minha vontade de conhecer Paris aumentou ainda mais. Fiquei frustrada quando terminei o livro e não tinha a continuação dele para ler. Então fica a dica: já tenham em mãos o livro Apenas Um Ano que é sua continuação, pois quando acabar de devorar Apenas Um Dia, já precisamos ter Apenas Um Ano para dar continuidade. O livro fala sobre romance de uma maneira bem simples, fala também sobre mágoa, encontros e desencontros, mas principalmente sobre conhecer a si mesmo e poder seguir seus próprios sonhos. É uma leitura difícil de largar.

Sorteio Editora Intrínseca

foto_sorteio_jojo_700x700-2

Oi pessoal. Tudo bem?

A editora Intrínseca está fazendo o sorteio desses três livros da nossa querida autora Jojo Moyes. Para participar basta entrar no link abaixo, preencher o formulário e compartilhar a foto no Facebook.

Boa sorte a todos.

http://www.intrinseca.com.br/blog/2017/09/sorteio-facebook-lancamentos-jojo-moyes/

A garota que você deixou para trás

20170911_223648

Na França, em 1916, Sofhie Lefėvre precisa manter a família em segurança enquanto seu adorado marido, Édouard, luta no front na Primeira Guerra. Quando ela é obrigada a colaborar com os oficiais alemães, sua casa se torna foco de terríveis conflitos. E, no momento em que o comandante da ocupação descobre um retrato de Sophie pintado por Édouard, tem início um complicado jogo de interesses, que vai levar a jovem a tomar uma decisão arriscada. Nos anos 2000, em Londres, o retrato de Sophie ocupa uma parede na casa de Liv Halston: um presente dado por seu marido pouco antes que ele moresse. Um encontro inesperado revela o verdadeiro valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Uma história que está prestes a vir à tona e vai virar a vida de Liv de cabeça para baixo.

  • Autora: Jojo Moyes
  • Editora: Intrínseca
  • Páginas: 384
  • Ano: 2012

Resenha: 1916, França, Primeira Guerra Mundial. Sophie, seus irmãos e sobrinhos  tentam sobreviver em meio à guerra. Ela tinha uma boa vida antes da guerra começar, mas agora eles mal conseguem se sustentar. O marido de Sofhie, Édouard, foi enviado para lutar, deixando Sofhie e sua irmã Hélène para cuidar do antigo hotel da família, o Le Coq Rouge, que já foi ótimo, mas agora mal consegue servir uma xícara de café decente. A cidade é invadida pelos alemães, e o comandante escolhe o comércio de Sofhie para servir refeições aos militares. Sofhie possui um quadro no seu estabelecimento, uma pintura chamada “A garota que você deixou para trás”, feita pelo seu marido, á qual retrata ela mesma, com uma vivacidade que encanta o comandante alemão. Sofhie não tem mais o vigor e nem felicidade que o quadro retrata.

Foi então que me dei conta de que ele estava olhando para o quadro. Fui invadida por um medo súbito, lembrando-me das palavras de minha irmã. O quadro parecia subversivo, sim, suas cores muito vivas no pequeno bar sem vida, a garota obstinada e confiante. Ela parecia, eu via agora,  quase como se estivesse zombando deles.

Página: 39

O comandante sempre encontra uma desculpa, para olhar a pintura, se aproximar e conversar com Sophie. Os vizinhos não vêem essa relação com bons olhos e começam a  confrontar Sofhie e sua família, acusando-os de estarem ajudando os alemães. Sofhie vê uma oportunidade de não deixar os alemães zangados e tentar trazer o marido de volta, mesmo que isso custe a sua reputação. Sofhie enfrenta os próprios medos e receios em troca de TALVEZ, reencontrar Édouard.

20170911_224332.jpg

Muitos anos se passam, estamos em 2006, e o quadro “A garota que você deixou para trás”, está em Londres na casa de Liv Halston.  Fora um presente deixado pelo seu marido David, antes de morrer. Liv mora em uma linda casa com paredes de vidros e teto retrátil, projetada pelo falecido marido. A pintura que o marido tanto amava, está em uma parede num lugar de destaque. Os herdeiros de Édouard, entram em contato com Liv para reivindicar a posse da obra, pois segundo eles, o quadro foi roubado pelos alemães durante a guerra. Todos os mistérios a respeito do quadro são explicados num tribunal judicial, e aí nós conhecemos os dois lados da história.

20170911_224846

Tem muitos livros que eu leio e acabo me decepcionando com o final, mas não foi o caso desse. Se eu tivesse a chance de reescrever o final, não mudaria nada, para mim foi perfeito. Gostaria que houvesse continuação porque o livro é muito bom e com certeza essa obra está na minha lista de favoritos. Esse livro fala de perseverança, esperança e de lutar por aquilo que amamos. Em alguns momentos do livro, perdemos a esperança e a fé na humanidade, mas o livro tem um final surpreendente, que me encantou. Com toda a certeza vou fazer uma releitura dessa obra.

 

 

O Que Há de Estranho em Mim

20170831_145833

Ao internar a filha numa clínica, o pai de Brit acredita que está ajudando a menina, mas a verdade é que o lugar só lhe faz mal. Aos 16 anos, ela se vê diante de um duvidoso método de terapia, que inclui xingar as outras jovens e dedurar as infrações alheias para ganhar a liberdade. Sem saber em quem confiar e determinada a não cooperar com os conselheiros, Brit se isola. Mas não fica sozinha por muito tempo. Logo outras garotas se unem a ela na resistência àquele modo de vida hostil. V, Bebe, Martha e Cassie se tornam seu oásis em meio ao deserto de opressão. Juntas, as cinco amigas vão em busca de uma forma de desafiar o sistema, mostrar ao mundo que não têm nada de desajustadas e dar fim ao suplício de viver numa instituição que as enlouquece.

  • Autora: Gayle Forman
  • Editora: Arqueiro
  • Páginas: 224
  • Ano: 2016

#Resenha: Brit é uma jovem de 16 anos, um tanto rebelde, tem tatuagens no corpo, piercings, cabelos coloridos  e faz parte de uma banda que se apresenta de madrugada. O pai e a madrasta não toleram seu comportamento, principalmente o fato de chegar em casa tarde da noite. Mas nem sempre foi assim. Os pais a criaram com muito amor, mas a mãe teve problemas de saúde e foi diagnosticada com esquizofrenia. Brit via o sofrimento do pai e o quadro de saúde da mãe só se agravava, até que a mãe desaparece. Passado algum tempo, o pai resolve constituir uma nova família, mas a menina odeia a madrasta, á qual ela gentilmente chama de Monstra. O pai de Brit resolve interna-lá numa instituição para adolescentes problemáticos, a Red Rock, conhecida por CONSERTAR jovens em casos de rebeldia como o de Brit. Porém o que ninguém desconfia, é que essa clínica trata os seus internos em condições longe de ser adequadas a qualquer ser humano, com xingamentos e maus tratos. Os adolescentes ao invés de melhorarem, ficam ainda piores. Eles usam métodos de xingamentos uns contra os outros, fazendo com que as internas se odeiem entre si.

20170831_145625

As internas vão subindo de nível conforme obedecem e são obrigadas a dedurar as outras internas. Conforme sobem de nível os adolescentes vão ganhando algumas regalias, mas se forem pegos fazendo algo que se oponha ao sistema, automaticamente regridem de nível. Brit se recusa a obedecer as regras e a participar dos xingamentos em grupo, e acaba se isolando. Logo ela faz amizade com outras garotas também dispostas a não cumprir ordens e tentar burlar o sistema. As cinco amigas terão um longo caminho até que possam mostrar ao mundo a verdade sobre a clínica, pois ninguém acredita na palavra delas. Terão de arranjar um jeito de provar que as condições da instituição são sub humanas.

20170831_145251

Gayle Forman tocou num assunto muito interessante nesse livro: o comportamento adolescente. Muitas vezes consideramos os adolescentes rebeldes, e de fato, em diversos momentos, eles têm uma maneira inadequada de agir. Mas nunca devemos esquecer que eles são seres humanos, com medos,  dúvidas e receios. Então precisamos ter respeito, dar atenção, compreender, ouvir, pois na maioria das vezes é tudo o que eles precisam. Claro que existe casos de adolescentes que realmente precisam de ajuda de profissionais capacitados, mas é muito triste saber que apesar da história do livro ser ficção, foi baseado em fatos reais, conforme nota da autora no final do livro. Adorei o livro, devorei ele em pouco tempo. A escrita é bastante envolvente e o final tem um desfecho que me satisfez.