Eu Estive Aqui

20170808_162437

Desde pequenas, Cody e Meg são inseparáveis. Elas sempre planejaram deixar a cidadezinha onde moram, em Washington, e estudar juntas em Seattle. Porém, tudo muda quando Meg consegue uma bolsa integral de uma faculdade prestigiada e vai embora sozinha. Sem a mesma sorte,  Cody fica presa na cidade, fazendo faxinas para ajudar nas despesas domésticas. O destino das duas parece selado, até que Cody recebe a pior notícia de sua vida: Meg se matou. Com uma meticulosidade macabra, sua melhor amiga encomendou um veneno com um alto nível de eficácia e escreveu e-mails a familiares e amigos, programando o envio para depois de sua morte, de forma que ninguém interferisse na decisão fatal. Por mais que se esforce, Cody não consegue entender por que Meg se suicidou. Quando começa a investigar o que há por trás da morte, ela logo depara com o culpado perfeito: Ben McCallister, o músico metido a galã que vai para a cama com o maior número possível de garotas. O cara que era amigo de Meg e que a abandonou depois de transar com ela. Contudo, com o tempo, Cody percebe que a questão é muito mais complexa do que uma decepção amorosa. Suspeitando de uma frase enigmática do bilhete de suicídio da amiga, ela mergulha num universo virtual obscuro e sedutor e descobre um lado sombrio da própria mente, que a assusta, mas, ao mesmo tempo, a ajuda a lidar com a morte da amiga. Quanto mais avança na investigação, mais Cody percebe que, para seguir com sua vida, precisa perdoar Meg e, o mais importante,  perdoar a si mesma.

  • Autora: Gayle Formam
  • Editora: Arqueiro
  • Páginas: 240
  • Ano: 2015

20170808_162454

Compre esse livro clicando aqui ➡ Amazon

#Resenha: Megan Garcia é  uma menina extrovertida, de boa família, cheia de planos e sonhadora. Cody nunca conheceu o pai, a mãe sempre foi ausente, a quem por acaso ela chama de Tricia, pois a própria mãe se considera muito jovem para ser chamada de mãe. Meg e Cody cresceram e estudaram sempre juntas, melhores amigas, inseparáveis. A família de Meg, os Garcia, sempre acolheu Cody, e ela se sente melhor com eles do que com a própria mãe, como se aquela fosse a sua família. As amigas fazem planos de terminar o ensino médio e cursar a faculdade em uma cidade maior. Acontece que apenas Meg consegue uma bolsa para a faculdade, e se muda sozinha para estudar em Tacoma e morar junto com outros estudantes. Cody fica pra trás, ela sente raiva de Meg por não conseguir ir junto e ignora as ligações e mensagens da amiga por um tempo quando Meg se muda. Cody faz faxinas nas casas vizinhas para juntar dinheiro e tentar se mudar com Meg, enquanto isso não acontece, ela começa uma faculdade comunitária na cidadezinha onde mora. Então Meg se suicida num quarto de hotel, tomando veneno e deixando uma gorjeta para a camareira que encontra seu corpo, tudo muito bem planejado.

20170808_162852

Tanto Cody quanto os Garcia, recebem um e-mail que Meg deixou programado para ser enviado um dia depois de sua morte, explicando que ela se matou, que planejou isso e que a decisão foi dela e de mais ninguém. Cody se sente culpada. Como ela nunca percebeu que a amiga era depressiva? Como não percebeu o que a amiga planejava fazer? Chegou a sentir inveja de quando a amiga se mudou sem ela. Cody é chamada pela família de Meg para ir à Tacoma buscar os pertences da filha, pois eles não tem condições de fazer isso. Quando Cody chega ao local onde Meg morava, não encontra muita coisa que possa explicar o que aconteceu, Meg deixou até o própria cama arrumada. Ela conhece alguns amigos de Meg, como: Alice, Richard, Tree e Harry. Também conhece Ben McCallister, um músico que teve um algo mais com Meg. Voltando para casa o computador de Meg é deixado para ela pelos Garcia. É lá que Cody descobre um arquivo criptografado, e também alguns e-mails que parecem estar faltando, tudo muito estranho. Então Cody com a ajuda de Ben, começa uma busca pela verdade. Afinal,  será que ela conhecia Meg de verdade? Será que sua morte foi mesmo suicídio?

20170808_162553

Algumas poucas coisas envolvendo Cody não me agradaram nesse livro, mas no geral o contexto é bem interessante e o final achei bastante satisfatório. A leitura flui de forma bastante natural o que me surpreendeu por se tratar de um livro sobre suicídio. Essa autora é bastante famosa pelo livro Se Eu Ficar que foi adaptado para o cinema e a continuação dele Para Onde Ela Foi. Esse livro tem como tema central o suicídio, mas também fala sobre perdão, amizade e depressão, um assunto muito sério e que requer tratamento. No fim do livro temos uma nota da autora falando sobre depressão, o livro fica mais interessante por saber que existiu uma história real que serviu de inspiração para Gayle escrever esse livro. Amei a leitura e acredito que vocês também vão gostar.

20170808_163336

 

 

Anúncios

2 comentários em “Eu Estive Aqui

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s