As Cores da Vida

 

20170801_163722

As irmãs Winona, Aurora e Vivi Ann perderam a mãe cedo e foram criadas por um pai frio e distante. Por isso, todo amor que elas conhecem vem do laço que criaram entre si. Embora tenham personalidades bastante diferentes, as três são inseparáveis. Winona, a mais velha e porto seguro das irmãs, nunca se sentiu em casa no rancho em que a família vive há gerações e sabe que não tem as qualidades que o pai valoriza. Mas, sendo a melhor advogada da região, está determinada a lhe provar seu valor. Aurora, a irmã do meio, é a pacificadora. Ela acalma as tensões familiares e se desdobra pela felicidade dos outros – ainda que esconda os próprios problemas. E Vivi Ann é a estrela entre as três. Linda e sonhadora, tem o coração generoso e indomável e é adorada por todos. Parece que nada dá errado em sua vida. Até que um forasteiro chega à cidade… Então tudo muda. De uma hora para outra, a lealdade que as irmãs sempre deram por certa é posta à prova. E quando segredos dolorosos são revelados e a cidade é abalada por um terrível crime, elas se veem em lados opostos da mesma verdade.

  • Autora: Kristin Hannah
  • Editora: Arqueiro
  • Paginas: 352
  • Ano: 2016

Compre esse livro clicando aqui ➡ Amazon

#Resenha: Este livro conta a história de três irmãs, Winona, Aurora e Vivi Ann, que perderam a mãe muito cedo, e foram criadas no rancho da família pelo pai que nunca demonstrou amor e nenhum sentimento por elas. A mãe teve câncer e a sua morte precoce só contribuiu para que as meninas ficassem ainda mais unidas, prometendo entre si que nunca se separariam. Winona a irmã mais velha, sempre se sentiu responsável pelas irmãs. Ela se formou em direito, voltou para a cidade, mora sozinha e tem problemas com seu excesso de peso. Aurora, a irmã do meio, é casada e tem filhos, ela é a conselheira das irmãs, sempre apaziguando os desentendimentos na família, e sempre pronta para ajudar e fazer a felicidade alheia, mas acaba escondendo os próprios problemas no seu casamento infeliz. Vivi Ann, a caçula, é o colírio dos olhos do pai, pois ela é aquela que trabalha no rancho, mora com o pai e entende de cavalos, assim como sua mãe, além de ser linda e adorável. As irmãs mais velhas, principalmente Winona, sentem uma pontinha de inveja de Vivi Ann, pois mesmo com toda a frieza do pai, todos percebem o orgulho que ele sente dela, aliás quando ela está por perto, todos os homens só tem olhos para ela. Luke, um cara pelo qual Winona sempre foi apaixonada, volta à cidade, mas ele se interessa por Vivi Ann, e ela aceita namorar com ele, mesmo não tendo sentimentos verdadeiros pelo rapaz. A relação entre as irmãs, antes tão forte, começa a ficar deteriorada, pois Winona não é sincera em dizer a Vivi Ann os sentimentos que tem por Luke. As coisas comecam a se complicar ainda mais, quando Dallas, é contratado para trabalhar no rancho.

20170801_163331-e1501616941270.jpg

O rapaz e Vivi Ann começam a se sentir atraídos um pelo outro, o que não é nada bom, já que Vivi Ann está prestes a se casar com Luke. Além do mais, Dallas é um índio, que chegou ao rancho carregado de mágoas e ressentimentos, e a família de Vivi Ann, jamais aceitará um romance entre eles, Na verdade toda a cidade tem preconceito em relação à Dallas, pois ele tem  a pele escura, é todo tatuado e possui o semblante de um animal ferido. Contra tudo e todos, a atração entre Dallas e Vivi Ann é mais forte e eles acabam ficando juntos. E então algo terrível acontece, um assassinato, que deixa a cidade escandalizada, a culpa recai sobre Dallas e o rapaz só terá Vivi Ann acreditando que ele seja inocente. Winona é a melhor advogada da região, mas não está disposta a defender um criminoso. Poderá essa família voltar a ser unida novamente?  Poderá Dallas escapar de uma acusação tão grave?

20170801_162904

E nesse clima de brigas, desencontros e preconceitos é contada a história de vida das três irmãs Grey. Fiquei chocada com a persistência e a esperança de Vivi Ann.  Poucas pessoas teriam a força que ela teve em ficar contra a própria família pelo amor, e não só isso, em acreditar que Dallas era inocente, quando todas as evidências provavam o contrário. A riqueza de detalhes que a autora descreve me surpreendeu, assim como a escrita que achei muito envolvente. O livro fala de perdão, do amor entre a família, de justiça, preconceito e perseverança. Preciso de outros livros dessa autora, porque já achei esse ótimo, e ouvi por aí, que tem outros livros dela ainda melhores.

 

Anúncios

2 comentários em “As Cores da Vida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s